<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d17907059\x26blogName\x3dVerso+e+Prosa\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://versos-prosa.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://versos-prosa.blogspot.com/\x26vt\x3d-6484013593909643845', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><!-- --><div id="flagi" style="visibility:hidden; position:absolute;" onmouseover="showDrop()" onmouseout="hideDrop()"><div id="flagtop"></div><div id="top-filler"></div><div id="flagi-body">Notify Blogger about objectionable content.<br /><a href="http://help.blogger.com/bin/answer.py?answer=1200"> What does this mean? </a> </div></div><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/2/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" name="b-search" action="http://search.blogger.com/"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/2/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a id="flagButton" style="display:none;" href="javascript:toggleFlag();" onmouseover="showDrop()" onmouseout="hideDrop()"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/2/flag.gif" name="flag" alt="Flag Blog" width="55" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/2/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="as_q" /><input type="hidden" name="ie" value="ISO-8859-1" /><input type="hidden" name="ui" value="blg" /><input type="hidden" name="bl_url" value="alemdaspalavras.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/2/btn_search_this.gif" alt="Search This Blog" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google Blog Search" onclick="document.forms['b-search'].bl_url.value='alemdaspalavras.blogspot.com'" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/2/btn_search_all.gif" alt="Search All Blogs" value="Search" id="b-searchallbtn" title="Search all blogs with Google Blog Search" onclick="document.forms['b-search'].bl_url.value=''" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- var ID = 15148318;var HATE_INTERSTITIAL_COOKIE_NAME = 'dismissedInterstitial';var FLAG_COOKIE_NAME = 'flaggedBlog';var FLAG_BLOG_URL = 'http://www.blogger.com/flag-blog.g?nav=2&toFlag=' + ID;var UNFLAG_BLOG_URL = 'http://www.blogger.com/unflag-blog.g?nav=2&toFlag=' + ID;var FLAG_IMAGE_URL = 'http://www.blogger.com/img/navbar/2/flag.gif';var UNFLAG_IMAGE_URL = 'http://www.blogger.com/img/navbar/2/unflag.gif';var ncHasFlagged = false;var servletTarget = new Image(); function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} function blogspotInit() {initFlag();} function hasFlagged() {return getCookie(FLAG_COOKIE_NAME) || ncHasFlagged;} function toggleFlag() {var date = new Date();var id = 15148318;if (hasFlagged()) {removeCookie(FLAG_COOKIE_NAME);servletTarget.src = UNFLAG_BLOG_URL + '&d=' + date.getTime();document.images['flag'].src = FLAG_IMAGE_URL;ncHasFlagged = false;} else { setBlogspotCookie(FLAG_COOKIE_NAME, 'true');servletTarget.src = FLAG_BLOG_URL + '&d=' + date.getTime();document.images['flag'].src = UNFLAG_IMAGE_URL;ncHasFlagged = true;}} function initFlag() {document.getElementById('flagButton').style.display = 'inline';if (hasFlagged()) {document.images['flag'].src = UNFLAG_IMAGE_URL;} else {document.images['flag'].src = FLAG_IMAGE_URL;}} function showDrop() {if (!hasFlagged()) {document.getElementById('flagi').style.visibility = 'visible';}} function hideDrop() {document.getElementById('flagi').style.visibility = 'hidden';} function setBlogspotCookie(name, val) {var expire = new Date((new Date()).getTime() + 5 * 24 * 60 * 60 * 1000);var path = '/';setCookie(name, val, null, expire, path, null);} function removeCookie(name){var expire = new Date((new Date()).getTime() - 1000); setCookie(name,'',null,expire,'/',null);} --></script><script type="text/javascript"> blogspotInit();</script><div id="space-for-ie"></div>
Verso e Prosa

Aguardem...
Livro de Teresa Cordioli

 

Nome: Teresa Cordioli

 

E-mail: teresacordioli@poetic.com

Signo: Escorpião

Data de Nasc.: 15-11

Cor Preferida: Azul/amarelo

Uma Pedra: Ametista

Comida: Massas /peixes/arroz e feijão....

Hobby: escrever/pintar

Detesta:
Falsidade, Cinismo e Mentira

Adora: Verdade

Religião: Cristã

Uma Preocupação
: Muitas

Uma Saudade:
  Todas


Regra da Vida: " Fazer o que a mim compete, e o que compete aos outros se necessário ajuda-los"

Um Amigo: Meus filhos...

Uma mania: Preocupar-se sem necessidade

Uma Frase: " Te amo "

Descontração: Contemplar o pôr do Sol, ou o nascer da Lua.... contar estrelas...ouvir o  canto dos pássaros, flores....uma boa música....

Uma Lembrança: (4) o nascimento de meus filhos e de meu amor.....

Um Sonho: Aquele que eu ainda não sonhei....

Biografia: três filhos e duas netas.....

Sou muito alegre, divertida e amiga, sou apaixonada por DEUS, e pelo meu JESUS, sou conhecida como uma mulher de muita Fé. E sou....
Esse meu jeito de quem enfeita a vida em seu trajeto, de quem aceita a todos no peito aberto, é verdadeiro. É o jeito de quem aprendeu a amar bem cedo e a conhecer Deus em cada trejeito. Sou assim, essa que não sabe passar em vão pelos irmãos em vida, pois sabe que da vida nada mais se leva do que o que se viveu. Sou essa mulher sensível e também de coragem e força, que dá e cobra respeito, valor fundamental e tão esquecido, ignorado nesses dias.
Bacharel em Direito pela Universidade Metodista de Piracicaba, UNIMEP, em julho de 2004, e posso com certeza afirmar que esta foi a melhor poesia que escrevi na minha vida.

Participação em vários livros... mas nenhum que posso chama-lo de meu...

O resto está escrito em minhas poesias....
 



E-mail






Sergio Endrigo - Teresa


 Reloginho




 Link Me
 







 Blogs Amigos

Teresa Cordioli

Blog
Blog
Blog
Blog
Blog
Blog


 Passado


 

Créditos





SEMPRE MULHER...
Teresa Cordioli

Eu morro e vivo todo dia...
Morro de tristeza
e vivo de alegria.
Transmuto meus sentimentos,
de sonhos me alimento,
vestindo fantasias.
Já me vesti de freira
e também com outras alegorias...

Sou uma, sou VÁRIAS,
sou mulher, sou amante,
sou AMIGA a todo instante,
se te vejo, te estudo,
para saber o que serei,
Mãe, se estiver mudo,
Sedutora, se tiver falante,
Menina, se estiver contente,
Tentação, se te convier, mas
Sempre MULHER.

Eis a questão...
O que serei amanhã?
Não depende só de mim,
depende exclusivamente
de como vais chegar...
Retraído ou falante?
Amigo ou amante?
Quando tenho o tema,
deixo o coração desenhar,
visto minha fantasia
no intuito de te provocar....






Postado por Teresa Cordioli às 6:40 PM
 



(repostando, só para brincar com uma visita que não vejo ha mais de 30 anos...)


Saudade que existe em mim...
Teresa Cordioli

Se a saudade que me despertas
Tacasse o teu peito e em desrespeito
Desse um jeito de trazer-te pra mim,
Sairia eu da janela, e acabaria
Com a longa espera de mais um dia
Sem fim...
Penso em ti e te aguardo
Enquanto é hora,
Mas elas (as horas) teimam e passam
E eu fico
Sem tua presença,
Em mais um dia sem te ver,
Mais um dia de solidão...
Cadê tu, homem,
Que em meu coração fez alvoroço
E hoje não vem me ver?
Aquela janela não fechei,
Deixei tal como achei
“SEMI ABERTA"
Para ver se assim te despertas
Pra saudade que existe em mim...






Postado por Teresa Cordioli às 11:06 PM
 




Sò sei que te amo!
Teresa Cordioli


Dentro de cada estação cabem várias mudanças de temperatura, assim é com o nosso coração, em cada dia cabem também varias passagem de amigos e amores...
Nem todos os que chegam em nossas vidas, chegam para ficar, uns apenas passam, mas todos, todos deixam suas marcas como ficam as marcas dos passos na areia...
Você chegou em minha vida, veio não digo de mansinho, mas sim como um vento furacão, desbravando, derrubando, abrasando, amansando também.
Só que você não foi embora, como vai o inverno e o verão... você veio para ficar e ficou... quem fugiu fui eu, o porque ainda não sei, só sei que sofro, sofro de saudade de vontade de voltar... só que me falta coragem, coragem de lutar por mim mesma, me falta forças para quebrar barreiras, preconceitos, então me vejo aqui inerte, pensando que tenho medo de ser feliz!
Talvez, porque ser feliz nos deixa inseguros, com medo do amanhã... Será?
Só sei que te amo, só!...








Postado por Teresa Cordioli às 10:35 PM
 



OUTONO...
Teresa Cordioli
Ah,
essa hora, uma sesta...
um sombra, um descanso...
é outono...
as folhas já caem
lá fora...
e aqui, o silencio fica!
Os olhos esperam que ao longe
possam avistar
quem chega correndo
só para te abraçar...
faminto...






Postado por Teresa Cordioli às 6:41 PM
 




SER amiGo, é ser mais que IrmãO...
Teresa Cordioli

SER amigo,
É ser mais que um irmão.
Ter um amigo ou "ser"
É ter alguém perto do coração...
Tenho muitos amiGos...
Entre eles:
Um é especial,
Brincalhão...
Tímido,
Mas sempre presente
Daqueles que você
Não abraça, mas sente!
Nunca o vi
E sei tudo sobre ele
Sei que é trabalhador,
SolidárIO,
Inteligente...
Com ele aprendi
Que o tempo
Quem faz é a gente.
O conheci entre
Centenas de VErsos,
Os seus são LindOs,
Simples,
Com temas diverSOs...











Postado por Teresa Cordioli às 5:45 PM
 





Quem pecou?
Teresa Cordioli...

É apenas mais uma criança
que de repente chora como adulto
ao sentir que seu corpo sangra,
nas mãos de um algoz!
Chora! Tem medo...
Tem nojo...repulsa,
mas diante das ameaças
se submete e...
assustada... se cala...
acreditando cumprir “obrigações”...
Ela ora, ela reza...
na esperança
de que alguém venha notar
O rosto triste
o corpo mutilado,
e modificado...
...
Um só pensamento:
- O que será quando crescer?
- O amanhã vai ser diferente?
...
Ganha mais uma boneca!
toma-a em seus braços
vai brincar... monta sua casinha
não deixa ninguém se aproximar
como se a protegesse de qualquer
mão cruel que pudesse quebrar...
A Mulher ainda menina...
Quantos anos têm?
E há quantos anos chora?
Ela não sabe contar,
nem explicar o porque
O bispo a excomungou...






Postado por Teresa Cordioli às 10:07 PM
 



No coração, uma só vontade...
Teresa Cordioli.

A tudo que o tempo pediu disse sim
Sem medo que a vida pudesse cobrar
O que o tempo marcou em folhetim
Em cada dia em que me viu chorar...

Sei que um dia o tempo vai mostrar
o porque ele escondeu você de mim
Sei também que o tempo vai chegar
Colocando em meu sofrimento fim,

Em cada linha escrita vou procurar
E perguntar porque demorou assim
Para desvendar quem estou a esperar

Depois desse dia o sorriso vai voltar
Nas mãos, duas taças farão Tim-tim...
No coração, uma vontade a de amar...







Postado por Teresa Cordioli às 10:03 PM
 

O Bom Homem...
Teresa Cordioli

Como se conhece o bom homem?
O bom HOMEM, se conhece no olhar,
nas palavras que ele vem a expressar,
nas atitudes entre seus familiares,
no carinho que dispensa aos amigos,
no desenvolver de seu trabalho,
no tamanho de sua responsabilidade
ao se apresentar como provedor do fruto,
gerado no ventre da mulher amada...

Como se define o bom homem?
O bom homem se define pelas suas atitudes...
O bom homem é aquele que,
entre as mulheres, não se porta como macho
muito menos, se deixa ser capacho,
ele é um gentleman, livre, educado
aquele que se faz respeitar e ser respeitado.
Não sendo apenas um homem da sociedade
ou um homem de boas maneiras,
e sim um “ser” especial, onde a aparência,
o conhecimento e a honra não lhe bastam,
a ele pertence a liberdade
e acima de tudo a dignidade...



Marcadores:






Postado por Teresa Cordioli às 10:01 PM
 


TU “SER” MULHER...
Teresa Cordioli.

Ser mulher como tantas outras
É ser especial, mãe e amante.
É ser errante, mas como poucas,
É ser o futuro ao doar o ventre...

O “Ser” mulher, nasceu especial
Para ser do homem companheira,
Hoje para o mundo não é só a tal
É ser mais, hoje, ela é a primeira.

A mulher que governa é bem sucedida
A mulher no comando é bem decidida
A mulher ao parir é como a videira.

A mulher ao chorar, derruba lágrimas
A mulher ao rir, da grandes gargalhas
A mulher ao amar, se entrega inteira...









Postado por Teresa Cordioli às 9:43 PM
 



Se eu disser que também te amo...
Teresa Cordioli

Se eu disser que também te amo,
Tenha certeza que é pura verdade,
Não me digas: “Isso é loucura”
Meu coração há tempo
Soltou as armaduras
Hoje, ele vive só a realidade
Deixou de sonhar com impossibilidades
E quando ele invade o teu mundo
Te tirando do descanso profundo
Chega com um propósito apenas
De mostrar que tudo é possível...
Ao te olhar dizendo:
- Venha viver a felicidade...






Postado por Teresa Cordioli às 9:41 PM
 


Quando Te Amar se Tornou Pecado!...
Teresa Cordioli.

No alto, sem os pés no chão,
Carrego no peito uma saudade,
Na bagagem, uma lembrança...
Nos olhos,... a tua imagem...

Nuvens passam pela janela
Deixando espaços no céu para as estrelas
que acompanham a Lua...
Hoje, não inteira!

Essa saudade que voa comigo
É algo que me faz suspirar,
São lembranças, são marcas
Que não querem desraigar...

Do meu lado, um banco vazio...
Ninguém para sentar
Meus pensamentos te buscam
Para ocupar esse lugar...

Passam os minutos e horas...
O comandante anuncia:
- Preparem-se para o pouso
No rosto de todos, alegria...

Em terra firme, o mesmo sonho,
De tê-lo ao meu lado,
Mas você está tão distante...
Que sonhar se tornou pecado...






Postado por Teresa Cordioli às 9:35 PM
 


Que magia é essa?
Teresa Cordioli.

O que poderá existir além do horizonte,
além do que meus olhos não alcançam?
Onde em sonho, desenho a esperança,
traçando caminhos construindo pontes.

Uno dois mundos através de uma aliança,
pinto-o com as cores nunca visto antes,
para que apaguem as marcas de ontem
colorindo o hoje com muita segurança.

O que poderá existir além do horizonte,
que me faz chorar, sonhar, ser feliz,
e sair á luta no intuito de descobrir...

Que magia é essa que me faz seguir
rompendo o horizonte seguindo em frente,
Só para dizer: Te amo simplesmente!



Marcadores:






Postado por Teresa Cordioli às 9:20 PM
 







Não pratico Cidadania...
Teresa Cordioli

Na minha porta batem os passantes
Uns pedem dinheiro, outros comidas
E pelos caminhos entre idas e vindas
Tento ensiná-los a plantar sementes.

Mas nenhum consegue sair contente,
Alegando que a vida é muito sofrida,
O que eles querem é uma outra vida,
Começando pelo momento presente.

Ao entregar o pão não sinto alegria.
No olhar de cada um existe um vazio
Sacio estomago, não pratico cidadania.

Se o governo quisesse mudar mudaria
Com um simples gesto, e sem desvio,
Criança de fome não mais morreria!!!






Postado por Teresa Cordioli às 8:51 PM
 



VAZIA DE MIM...
Teresa Cordioli.

Todas as vezes que eu estou assim, vazia de mim,
Minha’lma fica calada, fechada, em silencio interno.
Meu corpo não reage e minha inspiração faz motim
Calando os meus versos, faz-me caminhar a ermo.

Não se sinta culpado meu amor, por eu estar assim
A culpa é minha, ingênua acreditei em amor eterno
Sofri ao descobrir que o nosso amor chegou ao fim
Não me desesperei, no astral esse foi meu inferno

Se foi o teu silencio que fez calar em mim os versos
De hoje em diante farei tudo diferente, farei inverso
Vou escrever, criar rimas, sem tê-lo aqui por perto...

Não será o coadjuvante, nem será o protagonista
No palco de minha vida irão atuar outros artistas
Convidados a ocupar os vazios que em mim exista...






Postado por Teresa Cordioli às 8:48 PM
 

Que magia é essa?
Teresa Cordioli.

O que poderá existir além do horizonte,
além do que meus olhos não alcançam?
Onde em sonho, desenho a esperança,
traçando caminhos construindo pontes.

Uno dois mundos através de uma aliança,
pinto-o com as cores nunca visto antes,
para que apaguem as marcas de ontem
colorindo o hoje com muita segurança.

O que poderá existir além do horizonte,
que me faz chorar, sonhar, ser feliz,
e sair á luta no intuito de descobrir...

Que magia é essa que me faz seguir
rompendo o horizonte seguindo em frente,
Só para dizer: Te amo simplesmente!



dentro do avião em uma tarde linda demais...






Postado por Teresa Cordioli às 8:37 PM
 







Vem me amar...

No silencio que fez doer nossos corações,
Existiram lágrimas que passaram pelo rosto
Existiram sorrisos, alegrias e emoções,
Só não existiu em nós, a palavra pouco.

O silencio foi tamanho que calou minha voz
Deixando presos gritos em minha garganta,
Com palavras de amor geradas por nós
TE AMO! Afirmação que ainda espanta.

Se por tanto amor emudeceu meu cantar
Minhas mãos continuam a escrever a poetar
Chamando-te em cada verso: Vem me amar!

Somos livres, o que passou ficou pra trás!
E o que é de nós, agora e ainda, conta mais!
E o nosso amor, atemporal, não se desfaz.

Teresa Cordioli






Postado por Teresa Cordioli às 8:28 PM
 






3 Décadas depois...
Teresa Cordioli


Certo dia no corredor de um Hospital, uma linda jovem passou por mim com semblante assustado, fiquei preocupada, sabia que ela estava internada com cólicas renais. O que poderia ter acontecido para fazer aquela moça de repente ficar tão triste me perguntei? A procurei, querendo saber o motivo de suas lágrimas...
- Quer um analgésico? Seu médico poderá prescrevê-lo eu disse!
Ela saiu correndo pelo corredor, com soro no braço e em prantos dizendo:
- Por favor, não o chame, por favor não! Nãooooo!
Por conhecê-la há algum tempo, insisti, sabia que aquele não era um comportamento normal dela, já tinha tomado todas as injeções possíveis que um ser humano possa tomar, se não era medo das agulhas, nem das sondas que extraiam seus cálculos renais, que medo era aquele que estava tomando-a?
Passei a observá-la, estava irreconhecível, olhar assustador,...sempre foi muito alegre, sorridente e falante, e naquele momento em minha frente com olhos vermelhos de tanto chorar.
Perguntei:
- O que foi menina? Está triste, são as dores?
Com um rápido movimento fez um sinal que sim. Preocupada me aproximei mais e tomei sua mão gelada dizendo:
- O que dói meu anjo?
Ela respondeu:
- A alma.
- Minha alma dói, meu corpo está sujo, preciso tomar um banho, me ajude, fique no quarto comigo, essa senhora internada aqui do meu lado é cega e não pode me ajudar, tire meu soro por um instante, você pode tirar para que eu tome banho?
Diante de tal situação, eu enfermeira há muitos anos, sabia que algo errado estava acontecendo, tirei o soro, ajudei a entrar no chuveiro e fiquei aguardando do lado de fora do banheiro...
Ao sair, sorri dizendo, é muito bom um banho não é? Coloque uma roupa limpa também... ela em silêncio, tomou sua sacola de roupas e colocou uma roupa de sair e não de dormir...como se costuma quando se está em um quarto de hospital. Nada comentei apenas a apoiei dizendo, “qualquer coisa me chame, olhe chegou seu chá, tome enquanto está quentinho”...
Mais tarde voltei para ver como ela estava e para minha surpresa não a encontrei, perguntando as outras plantonistas descobri que ela tinha fugido do hospital.
Na mesma hora chegou seu médico, todo sorridente entrou no quarto para vê-la, ao descobrir que ela tinha ido embora sem assinar sua alta hospitalar ficou muito bravo! Chutando tudo o que tinha na frente não disse nada e se foi.
Não me lembro o nome da paciente, lembro-me apenas que o nome do médico era: Roger.



Marcadores: , ,






Postado por Teresa Cordioli às 11:13 AM
 




Em pleno Lual e eu aqui pensando em você...
Teresa Cordioli


No selênico da noite, me pego pensando em você
Olho para a janela,
meus olhos brilham
ao ver a Lua Cheia, amarela...
procuro estrelas,
percebo que se esconderam
ofuscadas pelo brilho dela...
Fico aqui imaginando,
o Luau que pode estar acontecendo...
gente sorrindo...
brindando, cantando...
e você tão longe de mim...
comemorando...
Deito-me pensando em você,
durmo feliz
sabendo que o Sol vai aparecer,
não tão lindo quanto ao Sol daí
mas sim, o mais lindo sol daqui...
Acordo querendo te abraçar
Nesta hora meus pensamentos criam asas
e novamente te alcançam...
Por mais que eu tente, invente...
você não sai do minha mente...
Os dias passam,
a saudade aumenta
o teu silêncio dói
E eu, só penso em você...
Incriminando-me pergunto:
Será pecado te querer?
Querer beber a água desse Rio que corre?
Sonhar com um Luau
Nas serras de Parelhas???
Aqui a lua não me esquece
novamente aparece em minha janela
toda inteira...Só pra mim...
pensar....

.






Postado por Teresa Cordioli às 7:23 PM
 





Obrigada meu Velho e tu Novo me Faças Feliz...
Teresa Cordioli.

Porque nós, seres humanos,
damos Adeus ao Velho,
substituindo-o por um Novo
sem nada dele conhecer?
Porque acolhemos
o novo com grande festa,
e do velho nem lembramos de agradecer?
Será que todos se esquecem
que foi lá com Velhos
que aprendemos a andar?
Quanto nos foram importantes
na hora de amar?
O Novo temos que valorizar
e nele depositar toda confiança sim,
mas sem o Velho desmoralizar...
Não diga Adeus ao Velho
como se fosse algo
que não tem mais importância.
Diga a ele: - Muito obrigado!
Não diga ao Novo seja Feliz.
Peça apenas: - Me faça Feliz,
que eu cresça em ti
enquanto cresças em mim...
Eu, que por muitos Velhos já passei
tenho muito que agradecer,
em todos eu amei,
em todos eu sorri,
em todos eu chorei...
mas de nenhum deles esquecerei.
No Novo, deposito minha fé,
confiança e esperança.
É nele que construirei meu amanhã
Para que ele me FAÇA FELIZ ... ou não,
Depende das sementes
Que em cada ANO VELHO semeei...



Aos amigos que por aqui passarem deixo o meu mais sincero agradecimento pelo carinho que a mim foi dispensado nesse ano de 2008.
Desejo a todos que o ano de 2009 traga para cada um : Saúde, Páz, Alegria e muita Sabedoria Divina...

beijos






Postado por Teresa Cordioli às 4:15 PM
 


Natal... de mim de ti e de poucos...
Teresa Cordioli

É Natal
Sim, é Natal
Cadê o espírito Natalino
onde o bom velhinho
vinha visitar os meninos?
Cadê o dinheiro
para comprar o presente?
Cadê aquela alegria
que os pais tinham
ao ver seus filhos
contentes?
Cadê o sorriso
da criança
que não recebeu presente?
Cadê a comida da ceia?
Cadê o ator principal
nesta data festiva?
“JESUS”
Cadê nossa Fé?
A palavra está muda,
o livro se fechou,
a mesa está vazia,
a árvore esta seca,
debaixo dela,
apenas folhas secas.
Luzes?
Não brilham mais
o pão acabou...
Ah, o Natal está se tornando
de poucos.
Pode-se dizer
Natal de mim
De ti
E dos outros?






Postado por Teresa Cordioli às 4:02 PM
 


SONHO DE CRIANÇA, venham realizá-lo...
Teresa Cordioli

Quando eu era pequenina,
Nunca vi o PAPAI Noel,
Como vêem as criancinhas
Que nascem viradas para o céu...

Meu pai sempre dizia:
- “Filha, ele é um “bom velhinho”
De nenhuma criança ele se esquece,
O mais provável é nesse sobe e desce,
Ele ter “errado” o caminho...

Sua voz era límpida e calma,
Transmitia paz a todos que o ouviam,
Seu olhar desnudava minh’alma
Com tanto amor a todos convencia...

Eu, inocente chorava
Com pena do pobrezinho
Que o visualiza caminhando pelas noites
Na escuridão, tão sozinho...

A Deus até fiz uma prece
Que em minha janela não chegasse
Para que nunca soubesse
Que eu andava descalça..

Dia 15 de novembro fiz sete anos,
Ganhei meu primeiro sapatinho,
Toda feliz sai saltando,
Mostrando para os vizinhos.

Em seguida foi o Natal
Pensei: Papai Noel já pode chegar
Não vou decepcioná-lo
O sapatinho ele vai encontrar...

Na janela coloquei tudo que tinha:
Sapato, capim para as renas,
Água para o bom velhinho,
E meu coração, com um sonho de criança,
O de ganhar o primeiro presentinho...

Logo de manhã bem cedo,
Correndo fui abrir a janela
No coração, esperança e medo,
De se formar mais uma seqüela.

Vazio encontrei o sapatinho,
O capim, a rena comeu,
No lugar do presente, encontrei bilhetinho:
... Você nem percebeu?
O presente dormiu do teu ladinho...






Postado por Teresa Cordioli às 3:56 PM
 



.
.
Tua voz.
Teresa Cordioli

Se eu não soubesse
o tom da tua voz,
hoje, choraria de tristeza
não seria a mesma,
tenha certeza
tua voz suave e calma,
é algo que emana alegria
alegra minh’alma
quando da minha
......faz companhia.
.
.






Postado por Teresa Cordioli às 3:48 PM
 

.
.
UM OUTONO EM MIM...

Teresa Cordioli / 25/11/2008

O vento que bateu em minha janela
varreu as flores, folhas, varreu tudo,
não deixou nada na lista de espera,
até o grito na garganta ficou mudo.

Hoje já não sei a cor da primavera,
o céu que era azul ficou escuro
a semente que foi lançada na terra,
não germinou, o chão estava duro.

Chuvas que caíram e não molharam
o terreno que se chama coração...
são terras que os ventos secaram,

transformando os espinhos em lanças,
que entraram em meu peito sem piedade
vertendo essa poesia sem esperança.

.






Postado por Teresa Cordioli às 3:46 PM
 

Por favor...devolva-me!
Teresa Cordioli


Queria te pedir um favor
Devolva meus versos
Hoje eles me causam dor
Tomaram rumos inversos
Ao se transformar em Amor.
Devolva-me todos...
Desde do primeiro
Em que te chamei de amigo
E você me respondeu
- Vejo perigo!...
Não imaginava
A tamanha proporção
Que eles tomariam
Depois da paixão...
Hoje não sei o que faço
Calo-me
Diante do espaço que
Ocupas em meu coração...







Postado por Teresa Cordioli às 3:45 PM
 

.
.

Só pra mim...

Teresa Cordioli.

Só tu me fazes sentir assim
Curiosa e sem medo
Te querendo só para mim
Contando os meus segredos

O que sinto por ti
Não sei dizer
Se é amor...
Só sei que:
- Só tu
Me Fazes sentir assim
Curiosa,
sem medo,
te querendo
só pra mim...






Postado por Teresa Cordioli às 3:42 PM
 






E dai? Estou há 1.000 km do Rio Itajai...
Teresa Cordioli.

Hoje me contaram que lá fora
Está caindo uma chuva muito forte
A pessoa falava, eu não entendia,
Ela chorava, eu só ouvia...
Fiquei pensando:
- E daí?
Como alguém pode chorar
Só porque está chovendo
Tão distante daqui?...
Olhei pela janela e sorri,
Vi uma chuva fina e silenciosa,
Que molhava a terra
E escorria na pétala da rosa...
Fiquei pensando:
- E daí?
Aqui não está frio, nem calor;
As chuvas que caem,
Regulam a temperatura,
O arco íris no céu
Parece pintura...
O sol se pondo
E eu aguardando a noite
Para dormir sob o barulho
De uma chuva de verão,
Sem raios e sem trovoes.
Ah, essa pessoa do meu lado
Continua a chorar
Só fala na chuva do lado de lá,
Continuo a pensar:
- E daí?
Eu moro aqui,
Tenho água, comida,
Cama seca e cobertor.
Meus filhos, já chegaram da escola...
Uns fazem lição,
Outros jogam bola...
Meu forno está cheio de pão...
Chego na porta
Chamo para o banho
Peço que limpem os pés
Deixando a areia do lado de fora...
(não gosto de sujeira)
E vamos botar o pijama
Depois filar a bóia...
Ouço soluço cada vez mais alto,
É a pessoa
Clamando ao Pai
Em tom alto!
Pedindo para cessar a chuva,
Dividir o pão,
Cobrir quem está com frio
E secar o chão!
Insiste meu pensamento:
- E daí?
É tão romântico andar
Na chuva,
Parece que a pessoa esqueceu
Estamos aqui há
1.000 km. do Rio Itajaí...
-------------------------------------------------

Diante da catástrofe que esta abalando o lindo e aconchegante Estado de Santa Catarina.
Vamos nos mobilizar para ajudar esse povo que nos acolhe com tanto carinho...
Não podemos nos calar e achar que não temos nada com isso, existem contas bancárias e pontos de arrecadações. Mão a obra leitores...

Fico indignada com a mídia que mostra muito pouco, não mostrando o tamanho do estrago que as chuvas estão provocando no Estado de Santa Catarina.
Mas a mídia não está nem aí, comparando com a cobertura dada no caso do seqüestro de uma única pessoa, “caso Eloá” (ficou 24 horas por dia a vivo) se a mídia tivesse deixado a polícia resolver o caso sozinha, acredito que nem morte tivesse acontecido, porque o que eles mais queriam era aparecer, aqui não, milhares e milhares de pessoas, crianças, gestantes, idosos, todos seqüestrados pelas chuvas e essas não têm corpo de bombeiros, defesa civil, policiais, atiradores de elite que possam dar cabo da catástrofe. SÓ DEUS!
Será que para a mídia isso não dá ibope?
Cadê o clamor popular? O grito pedindo ajuda, roupas, remédios, comida, médicos, enfermeiros, barcos helicópteros etc..etc... Será que se a mídia fizesse plantão 24 horas por dia em chamada geral, “nós que não estamos nem ai”, talvez quem sabe, estaríamos cientes das necessidades desse povo carente.






Postado por Teresa Cordioli às 2:04 PM
 






Em que mundo habito?

Teresa Cordioli


Essa é a pergunta que não me cala:
- Quem sou eu?
Sempre me foi uma incógnita, quem?
Que mundo habito? Quem são os que me rodeiam?
Hoje no meu silencio, descobri que faço parte de uma grande gangue...
Uma gangue que se chama humanidade.
Descobri que nesse meio onde eu habito reina o ódio, a inveja, o rancor, a mentira a falsidade...
Com os meus olhos eu vi que o duelo dos homens, pela ganância pelo poder, pelo ter, faz com que não se respeitem mais, por não conhecerem o amor... E se entre eles houver aquele que tenta conhecê-lo, é excluído do meio...
Ah, quanta hipocrisia nos olhares, quanto medo, quanto engano, quanta falsidade eu vi dentro dos olhos dos meus irmãos...
Mesmo assim não desisti, segui com o tempo sem olhar para trás, fui rasgando o amanhã como vento em grandes temporais na esperança de descobrir o que estou fazendo aqui. Pergunto-me o que posso fazer para mudar essa rotina? Procuro algo que eu possa fazer e não encontro uma luz, então por conta e risco resolvi amar e perdoar sem medidas, mas isso não foi suficiente, uma voz me disse:
- Em primeiro lugar você necessita entendê-los, ai sim, você poderá perdoá-los e amá-los intensamente. Só que para entendê-los eu tive que me juntar a eles, viver o dia a dia deles, saber o que os fazem tão frios na matéria do amor, então me vi diante de mais um desafio, um grande desafio: Conhecer o berço de cada um, ali onde se guarda todo segredo.
O primeiro berço que conheci foi com a chegada de um casal da maternidade, dias difíceis, papai corre para pagar maternidade, comprar fraldas, enfim tudo o que se muda com a chegada do novo rebento, a mãe apavorada com as ultimas arrumações do quartinho do bebe, tipo papel de parede, almofadas, babá eletrônica, sem contar com as dores no seio, acha que não vai conseguir amamentar, a criança chora, ela diz ter pouco leite, incomodada pede para o marido voltar á farmácia e comprar leite NAN e uma MAMADEIRA, pronto, tudo resolvido, o neném mamou rapidinho e foi para o berço, dormiu e as feridas do peito começam a cicatrizar.
A Babá contratada chega e tudo se tornam mais fácil, os pais agora podem descansar, a Babá é profissional no assunto (recém-nascido), os quartos ficam um pouco distante um do outro, a mamãe nem precisa se levantar se a criança acordar...
Logo pela manhã o casal é recebido com uma bela e farta mesa de café da manhã, afinal, cansados o marido precisa aproveitar os dias da licença paternidade para colocar seus negócios particulares em dia... Em seguida sai para contar para os amigos o quanto à criança é linda, fumar uns charutos longe da casa, afinal a fumaça é forte.
A mãe liga e recebe ligações, vai logo dizendo que tiveram sorte, pela maravilhosa ajudante, chegando a dizer que ela é uma verdadeira mãe para o bebe.
Fui conhecer o segundo berço, uma jovem muito novinha sai da maternidade acompanhada de sua mãe que carrega o bebe no colo.
No rosto da jovem um sorriso largo, olhar distante a avó toda preocupada faz sinal para o ônibus, sobem com cuidado a menina (mãe) nem parece ter saído da maternidade, foi parto normal, a avó já com mais dificuldades pela presença do bebe tão pequeno no colo...
Ao chegar em casa a jovem mãe foi logo tomar um banho enquanto a avó aquecia a água para banhar o bebe, em seguida o mesmo já banhado é levado para o carrinho pela vovó que o toma em seus braços como se fosse a mãe.
Em seguida a avó faz um jantar, serve para a filha que está deitada em sua cama falando ao telefone com as amigas colocando o “papo em dia” como costumam dizer, saber das novidades que aconteceram nos dias em que esteve no hospital.
A avó chega e pede para que a mãe amamente a criança, afinal já se passaram mais de 3 horas que saíram do hospital, a filha até tenta amamentar, mas não tem paciência, a criança ainda sem forças para sugar chora de fome por não conseguir pegar o bico do seio que nem se formou ainda.
No outro dia a avó corre para o posto de saúde mais próximo para ver o que pode ser feito. Orientada volta para casa com um bico de silicone, mas o processo é demorado (jovem não tem paciência), telefone toca, amigos já com saudades querendo visitar e dar uma roletada por ai... Assim vai, a avó para não ver a criança com fome toma a mesma decisão do berço nº 1, vai logo dando o leite em mamadeira, melhor do que ver chorar, à noite a criança dorme na cama de casal, o quarto é pequeno, não cabe berço, apenas o carrinho, ele vai dormir entre a mãe e a avó, mas hoje a mãe não está saiu com amigos foram em uma balada, a noite está fria, a avó o coloca bem juntinho do corpo para se sentir seguro e quentinho.
Fui visitar o terceiro berço, não vi a saída do hospital, fui ao fórum, lá procurei a mãe não encontrei, só vi dois jovens, estranhei, e me perguntei: O que pode haver ali que me levará a conhecer o terceiro berço? Só fui entender quando o juiz disse:
- “Defiro o pedido e informo que com essa decisão é dada a oportunidade de adoção a um casal de homossexuais do sexo masculino, mesmo sabendo a repercussão desse ato”.
Estranhei, ri e pensei, esse quero ver de perto, e lá fui eu, foi tudo mais fácil à criança já crescida, sem fraudas, sem mamadeiras, sem dores de barrigas, sabendo se virar sozinha e já conhecendo o casal de pais, logo se acostumou, também com toda mordomia recebida depois de ter sofrido tanto, ganhou na loteria sozinha.
Fui para o quarto berço, cadê o berço? Achei uma rede, uma mulher e várias crianças brincando. O marido estava de barco na busca da parteira, fiquei preocupada, se a bebe chegar não sei o que fazer será que tem tesoura para cortar o umbigo? Pensava, isso não pode acontecer não vai nascer antes da responsável chegar...Ufa! A parteira chega, tira da sacola uma maletinha e seus apetrechos, calma, com um sorriso nos lábios vai até a cozinha, faz um chá, serve para a futura mamãe, faz lá uma oração para o bom parto.
A criança chega berrando, forte, ainda embrulhado em um pedaço de lençol vai direto para o peito da mãe que tem leite jorrando, nem desmamou o filho caçula ainda, que agora vai dividir o peito com o bebe recém nascido.
Os irmãozinhos descalços lá do lado de fora da casa, choram de fome ao lado do pai que não sabe cozinhar e de cabeça baixa pensa: Será homi ou muié? Podia memo sê homi pra me ajudá na lida.
Se juntam para escolher o nome do novo membro da casa, por não saberem ler e escrever resolvem chamar a vizinha para ajudá-los, aproveitam para pedir que ela cozinhe um feijão e sirva com farinha. Foi uma grande festa, a mãe já se sentindo bem, levanta vai até o quintal e se junta a eles.
Choro e rio ao mesmo tempo, situação única, choro ao me ver diante de tamanha miséria financeira, rio ao ser convidada a participar da mesa onde pude comer o melhor feijão, temperado com água impura e acompanhado de farinha. Afirmo que nunca tinha visto tamanho amor e generosidade entre os irmãos principalmente frente a grande dificuldade existente na comunidade.
Nome escolhido, barriga cheia e muita alegria.
E eu, na missão que dei a mim mesma, de entender a humanidade, volto para casa com a certeza de ter descoberto, então, porque ela é tão fria em matéria de amor...


da série: Indignação...






Postado por Teresa Cordioli às 1:15 PM
 



O Homem Prometido
Teresa Cordioli.

Você foi à paz mais intensa que já tive
Você foi o amor mais bonito já vivido
O teu cheiro em minha pele eu mantive
Para ficar para sempre aqui comigo!

Você foi por Deus, o homem prometido
Que trouxe a marca no ombro tatuada
Feita por Ele, sem mesmo ter percebido
Só pra saber que era de ti que Ele falava

Dessa marca, Deus falou em meu ouvido
Mostrou seu nome antes de você chegar,
Falou da sua paz, do seu sorriso, do olhar,

Do homem que eu conhecia desde jovem,
Nada me fez segredo, só questão de esperar,
Preparado para me fazer feliz, e eu AMAR


.






Postado por Teresa Cordioli às 4:16 PM
 



MOÇA
Eduardo Potiguar

Moça bonita
Quanta andança e
Pela praça balança
O vestido fazendo
A todos babar....

E senta, e levanta
Sorri e se espanta
Quando um moço
Se chega querendo
Lhe falar.

Essa moça faceira
Se faz quase de freira
Mas deixa o pecado
Na mente dos homens
Vagar.


SOU EU??...
Teresa Cordioli

Sou sim moça faceira
Que se veste de freira...
E não é por besteira
que seguro o vestido!
Seria um perigo
O vento a saia levantar...

És somente tu menino
que vejo na praça...
E esse meu senta e levanta
é para criar em ti a esperança
De ver a minha saia
Subir com a dança...

Sou eu a moça bonita
Que tu a chamas de santa?
A mim espanta
Não gostar desse
Meu traje de freira...
Edu, é tudo besteira
Eu só quero te conquistar...


Mais uma linda brincadeira com esse meu amigo irmão Eduardo Potiguar...
Obrigada pelo convite de duetar, está ai...






Postado por Teresa Cordioli às 9:34 AM
 



A Cor dos Meus Olhos
Teresa Cordioli

Os meus olhos quase verdes
tendem a perder a cor,
as vezes, sinto ser de saudade,
assim lavados pelas lágrimas que caem
desbotando-os fazendo perder o brilho...
Outras, de pura indignidade,
por não entender
e não saber
qual a verdade
escondida entre teus versos,
quase raridades... que são como
as cinzas,
as cinzas tempestades...


A cor di olhos
Geraldo Antonio dos Reis.

A cor dos olhos
Quase verdes
O mundo inteiro
Em teu sorriso
Minhas grandes ausências
Nos teus cabelos curtos?
Sinto saudades dos teus versos
Para mim escritos...
Ou quase
É que torno meu
O que em meu coração toca
Ou se em meus olhos
Margeiam lagrimas
Não de dor ou sofrimento
Alegrias...
Em que em teus olhos encontro
Vivo em fuga
De medos e monstros
Que crio e alimento
Mas encontro paz em versos
Confiança em poesias
Que não são para mim
Mas me vejo
E sinto
E minto
E acredito
Na cor quase verde
Dos teus olhos
Nestas fotos que ainda guardo
Ah! Gritaria seu nome...
Grito o seu nome
Não me ouve flor?
Fujo do tempo
Fazendo com que passe
Sem mim
Mas me volto para teus olhos
E já faz tanto tempo
Mas ainda sou um menino
Das Minas Gerais
Com um coração de beija-flor
E beijos de colibri...







Postado por Teresa Cordioli às 9:36 PM
 



Hoje o sol apareceu em minha janela

E sorriu para mim dizendo assim:
- Você 'é' feliz...
Também sorri, pois com sua presença
descobri que a chuva chegou ao fim...






Postado por Teresa Cordioli às 9:20 PM
 




Nas asas de um Beija-Flor...

Um dia aprendi a voar
voei, voei, voei...
nas asas de um Beija-Flor.
Em nossas revoadas,
vivemos entre
“o sonho e a realidade”
até construirmos nosso ninho
o chamado felicidade...
Durante anos,
nossas revoadas foram
apenas de sonhos
para depois sim,
vivermos um amor de verdade,
esse, que hoje
carrego no peito
apenas em forma de saudade...
E a tua imagem
que ficou cravada
como pedra rara
na pupila de meus olhos
ainda voas em meus pensamentos










Postado por Teresa Cordioli às 9:17 PM
 

DESEJOS INSANOS.


Como faço para te esquecer?
Se teu sabor está em meus lábios sedentos?
Como posso viver sem esse amor
Que me preencheu por dentro?
Como posso ficar sem tuas mãos sedutoras
Que em meu corpo são tormento?
Como posso ficar sem teus beijos
Que para os meus são complemento?
Quando tuas mãos me tocam
Alcançando minha alma em chama
Entrego-me a ti sem pudor
Rasgando o véu do amor
Nos mais loucos e insanos desejos.
Como posso querer te esquecer
Se somente tu me das prazer...






Postado por Teresa Cordioli às 9:15 PM
 



SOMENTE POR HOJE - DUETO- PARA SEMPRE
Eduardo Potiguar & Teresa Cordioli

Um momento só contigo
Pra gente libertar
Desejos, beijos e risos
Até a noite acabar.

Eu te guio para um caminho
Afastado da cidade e do asfalto
Onde você vai encontrar e se
Encontrar.

Um momento só e consigo
Fazer você enxergar
Fadas e duendes, gnomos
E mitos, coisas que você
Não vai acreditar.

Feche os olhos e deixe
A minha mão te levar,
Não pense em nada
Só sinta o que você quer
Imaginar.

Esqueça somente por hoje
As leis que o homem fez
E não se importe, implore,
Pra gente ser feliz.

PARA SEMPRE
Teresa Cordioli

Um minuto, uma hora é tão pouco
Para contigo desfrutar
Desse momento tão puro e tão louco
Que é estar contigo e poder te amar...

Quero que tuas mãos me guiem
Por caminhos que nunca passei
Quero que teus sonhos me levem
Aos sonhos que nunca sonhei...

E entre os meus sonhos e as tuas fantasias
Quero viver a mais perfeita alegria
Esquecer os longos anos de espera,
E para sempre estar em tua companhia

Os meus olhos não obedecem
A Luz do dia a clarear
Desse detalhe eles se esquecem
Querendo o dia contigo continuar.

Esqueço os compromissos que são teus
Gozando da liberdade dos meus
Não penso e grito bem alto:
- O que te falta para comigo ser feliz?






Postado por Teresa Cordioli às 4:31 PM
 






Você Vai Ser Muito Feliz...
Teresa Cordioli

Descobri que perdi algumas FRASES pela vida,
Alguma delas acredito serem as mais ouvidas,
Tipo aquelas que vêm marcadas em folhetins;
As que já foram ditas para você e para mim...

Lembro-me de uma frase que várias vezes ouvi,
A primeira delas foi no momento em que nasci,
Depois, sempre disseram quando me viram chorar,
Foi-me pronunciada em coro quando subi ao altar.

Descobri que para muitos essa frase não funciona,
Para outros sim, automaticamente ela vem à tona,
Em toda minha vida, dela, ainda não fui dona...

Quero vivê-la e não interpretá-la como uma atriz,
No palco da vida quando a ouço sempre peço bis!
A frase mais ouvida: - Você Vai Ser Muito Feliz!








Postado por Teresa Cordioli às 10:38 PM
 







Quando se abre uma janela...

Quando se fecha uma janela,
deixando para trás a seqüela,
carrega-se consigo a dor
do amor que não se apaga,
que sempre vira chaga
deixando feridas expostas,
como respostas,
á um amor que se foi...
Quando se fecha uma janela,
abrindo outra em seguida,
não se lembrarás mais
da despedida,
da dor, ou da ferida...
Será sempre
um novo amanhecer,
outros amores irão
acontecer
trazendo consigo
o balsamo da cura.
E nesta luta
que não perdura:
- Entre a dor e o amor,
Só conheceremos o vencedor...
Quando abrirmos uma nova janela
com vista para a Esperança,
Para ver um novo AMOR nascer...


========================================================================

obs: poema reeditado, com algumas modificações...
dedico-o para uma amiga que um dia disse ser esse o poema mais lindo que ela leu...(deve ser dos meus né?)
Ou ela escreve e não lê os dela...kkkkkkkkk, ou de outros amigos...
TE AMO FLORRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR...






Postado por Teresa Cordioli às 7:31 AM
 




VAIDADE BANDIDA...
Teresa Cordioli.



Sorrio ao ver que teu olhar discreto me convida
A passear em teus pensamentos mais ousados
Atendendo o teu pedido, nele sou surpreendida
Ao descobrir que tens um segredo bem guardado.

Sorri ao saber que o segredo curou minha ferida
De felicidade deixa cair uma lágrima pequenina
Que se mistura a sua voz rouca e já destemida
Dizendo que me ama desde que eu era menina.

Chorei ao dizer que o amava na mesma medida
E que pra sempre direi que a vaidade foi bandida
Por ter-me privado da felicidade em minha vida.

Quanto tempo o orgulho fez de nós, vida vazia
Por não confessarmos o que nossa alma queria
Estarem juntas, fazendo parte da mesma biografia...









Postado por Teresa Cordioli às 11:05 AM
 




...pequenas coisas.

Ao lançar os meus versos no ar
Em mim, uma única intenção;
- Que eles aprendam a voar,
e a pousar em teu lindo coração.

Expresso em versos a minha razão,
Do que por ti vim me apaixonar,
Foi descobrindo nos teus a emoção
Com que conjugas o verbo amar.

Foram pequenas coisas, detalhes,
Entrelinhas que desnudaram tu'alma
Como se fora em uma pintura-guache
Tua imagem surgiu límpida e calma.

Meus versos, têm detalhes tão pequenos
Que só tu consegues decifrar.
Tens o caminho:: me olhar por dentro,
pra ter os versos que eu lanço ao ar.


Teresa Cordioli.






Postado por Teresa Cordioli às 9:30 PM
 



A mesma máscara que esconde meu rosto diz: Te amo...
Teresa Cordioli...

Hoje quero tirar a máscara,
Beijar os teus lábios,
Abraçar teu corpo,
Matar tua saudade enfim...

Hoje ao tirar a minha máscara
Vou olhar em teus olhos e sorrir,
Confessar o meu amor,
Dizendo que não consigo mais
Viver sem ti...

Hoje, só hoje, quero-o todinho pra mim...






Postado por Teresa Cordioli às 6:08 PM
 

A todas as “Paismães”...
Teresa Cordioli
*

Pai Palavra tão pequena
Que carrega um significado tão grande...
“RESPONSABILIDADE E AMOR”...
Provedor...

Estou aqui, agradecendo a todos
Que de uma forma ou de outra
Parabenizaram os pais...

Eu sempre me senti uma “PAIMÃE”
E hoje perguntei para meus filhos:
Compraram meu presente?

Eles riram acredita?
Dizendo “Mãe você sempre foi um paizão!!!”
Esse foi meu melhor presente...

Um beijo a todas as mulheres que
Com coragem e luta,
Criam seus filhos com dignidade
Nem que para isso tenham que trabalhar dia e noite...








Postado por Teresa Cordioli às 4:27 PM
 



www.fotoaventura.com.br/arquivos/A_f9d6923c4d...
Foto de Roberto Okamura.


**
... tal qual Beija-Flor...
Teresa Cordioli

**

As flores que eu roubei do teu jardim,
Guardei, para nunca mais te esquecer,
Fiz tal qual Beija-Flor faz no jasmim,
Suguei pétala por pétala, até anoitecer...

As flores que eu roubei do teu jardim,
São os beijos que roubei de ti por querer,
Naquela noite de luar e de ternura sem fim,
Quando juntos vimos o amor conhecer.

Ainda sinto o teu perfume em meu leito,
Ainda sinto o gosto do mel em minha boca,
Do néctar do amor que por nós foi feito.

Impossível será te esquecer, és meu eleito!
- Não foi uma escolha só minha, mas nossa
De que fizesses morada eterna em meu peito...




Baseado na frase: As flores que eu roubei do seu jardim, de ""André Leonnardo"






Postado por Teresa Cordioli às 7:42 PM
 





MAURI JUSTINO FRANÇA – Acróstico – Presente.

Teresa Cordioli

.......M uito mais do que “UM AMIGO”
.......A ssim falam de ti...
.......U m grande homem
.......R ico em generosidade
.......I mpecável profissional

.......J usto, como o próprio nome diz...
.......U m grande irmão...
.......S empre presente
.......T rata a todos
.......I gualmente...
.......N unca se cansa de
.......O uvir e aconselhar,

.......F ranco e direto...
.......R igoroso e prudente
.......A tencioso e decente
.......N a vida bem vivida
Qui Ç a conheceu os dois lados...
.......A razão e o coração...um que diz sim, outro diz não...

A pedido de seu amigo João Smânio Franceschini...






Postado por Teresa Cordioli às 9:21 PM
 



A Rosa, a Mulher e Espinhos...
Teresa Cordioli

Entre os mais lindos
mistérios da natureza
estão as flores e as mulheres...
Entre elas; as Rosas,
as mais belas e cheirosas...
Chegam faceiras,
com suas pétalas macias e delicadas
em seus caules, espinhos.
Paradoxo? Não!
Apenas proteção...

Nós mulheres
fazemos parte do mesmo mistério.
Enquanto a nossa pele
tem a maciez e o frescor de uma pétala,
emprestamos o nosso corpo
como ninho
e nossas mãos com carinho
fazem o papel dos espinhos
aos nossos filhos.
Paradoxo? Não!
Nossa proteção...






Postado por Teresa Cordioli às 5:34 AM
 



QUANDO ME APAIXONEI POR TI?
Teresa Cordioli.
.
Quando me apaixonei por ti,
Te chamava de meu homem
E também de meu menino.
Hoje, já não falo como ontem,
E por falta de incentivo;
Mudei o meu destino...

Volte, diga que me ama,
Para reacender em nossos corações,
Aquela velha chama.

Quando me apaixonei por ti?
Foi no primeiro dia em que te vi.
Estavas na lista em que escrevi,
Os nomes de meus homenageados.
Lembro-me como se fosse ontem,
Você ficou admirado.

Na lista o teu nome não foi o primeiro,
Porque segui a ordem alfabética,
Caso seguisse o meu coração...
Ele a tomaria por inteiro.

Quando me apaixonei por ti?
-Faz muito tempo, eu nem morava aqui...






Postado por Teresa Cordioli às 11:18 AM
 

DUVIDA
Teresa Cordioli

Quero ter-te para mim eternamente.
Teu corpo me aquece e me coloca em chamas.
Abraço-te perguntando se me amas...
- Qual é o amor que afinal por mim sentes?

Por que em mim existe esta dúvida,
Se já lhe fiz essa pergunta anteriormente?
E a sua resposta me foi direta e límpida...
- Eu te amo! E amarei para sempre!

Quem já sofreu por amor entende:
Que a dúvida é um sentimento latente,
Por mais que seu amor esteja presente...

Quero ter-te para mim eternamente,
Confessando teu amor persistente,
Sem qualquer duvida. Naturalmente...






Postado por Teresa Cordioli às 11:16 AM
 

A DAMA DA NOITE

Ao cair da noite, debruço na janela,
Só para ver, quem vai olhar p'ra ela.
Muitos são os que por aqui passam
Alguns sorriem, outros disfarçam.

Faço de tudo para chamar a atenção
Olho para cima gesticulo com a mão.
Sinto ser em vão o esforço que faço.
Olham o chão, não olham o espaço.

Já tarde, vou me deitar sem entender,
Porquê, se ela brilha em todo universo,
Só faz sucesso em meus e teus versos?

Dama da Noite, não chore, se não te olharam,
Serás sempre “A MUSA” dos poetas apaixonados,
Que tem em ti ó LUA, o coração agasalhado.


Teresa Cordioli.
Em uma oite de Lua cheia...






Postado por Teresa Cordioli às 10:15 AM
 


AGUA DA VIDA...
Teresa Cordioli


Tento segurar na palma de minha mão,
A água que vagarosamente vai se esvaindo,
Acompanho em silêncio e sinto ser em vão
Tentar conter, para não ver o último pingo.

Aguardo no tempo, esse, já quase findo,
Momento para o qual, jamais direi não,
Sorrio pra quem chega e pra quem ta indo,
E pra mim só peço: - DE TI o perdão...

Nunca fiz escolha entre o Bom e o Ruim,
Porque o resultado, só descobri no fim
de cada jornada, escolhida por mim...

Das águas bebidas, não me arrependo,
Desde a primeira tomada em um novembro,
Água da vida é amor,por ele estou vivendo.

Em um momento de dor... na UTI.







Postado por Teresa Cordioli às 10:11 AM
 

Coração Alado...

Quero gritar alto teu nome
Abraçar-te, colando meu corpo no teu...
Beijando-te, com olhos abertos
Para ver teus olhos nos meus...

Quero um tempo prolongado
Para compartilhar sentimentos
Porque para um coração apaixonado
Um minuto é pouco tempo...

Meu coração criou asas e alçou vôo,
Só para dizer TE AMO ao meu amor
E nesse momento, mostrar quem sou,
Amando-te sem qualquer pudor...
Teresa Cordioli






Postado por Teresa Cordioli às 10:09 AM
 

Quero apenas
Teresa Cordioli

Ouça, o meu silencio...
Enquanto toco teu corpo,
Oferecendo meus lábios
Que sorriem para ti..

Venha, fale comigo, me abrace,
Diga, mostre teus sentimentos;
Abra teu coração...
Confesse teu amor!

Abraça-me e beije os meus lábios
Sedentos pelos teus,
Toque minh’alma, meu corpo
Que clama pelo teu...

Depois, não diga mais nada,
Feche os olhos e viva esse amor...






Postado por Teresa Cordioli às 10:03 AM
 

Dois caminhos, uma escolha...

Para onde eu pretendo ir
tenho dois caminhos a seguir
um, sou eu,
o outro é você...
Dúvida cruel:
encruzilhada,
duas vidas,
e uma escolha,
Se eu escolher a mim,
Não saberei viver sem você...
Se eu escolher a si
Terei que me esquecer...
Quero colocar nessa dúvida, um fim,
E para isso terei de escolher a mim?
- Não!
- Escolherei você!!!
Porque, por mais
que eu me esqueça,
não quero que o dia amanheça
sem ter você
para amar...

Teresa Cordioli
14/05/2008






Postado por Teresa Cordioli às 9:53 AM
 

Querer(es)...

Queria estar ao teu lado, sussurrando em teu ouvido
Queria poder dizer te amo!... Sem ser interrompida,
Queria ser eu mesma, mesmo antes de ser ouvida
Queria tirar tuas duvidas, antes de serem acrescidas.


Queria ter estado ao teu lado, quando fui impedida
Queria entender o teu passado, vida tão conhecida
Queria ser teu presente, nesse momento de alegria
Quero sempre ouvir te amo, como há pouco me dizia...
Teresa Cordioli






Postado por Teresa Cordioli às 9:49 AM
 

O canto do Pássaro...

Pássaro ferido, volta a voar,
Nos ares onde nasceu e fez seu ninho,
Sorri feliz e fica a aguardar,
O amanhecer levanta cedinho...

Pássaro livre não voa sozinho,
Nas terras que pisa, volta a jorrar
esperança de vida, por todo caminho
Na estrada da vida só quer caminhar.

Meu pássaro alado de tantos planos,
Fez de meus dias sem desenganos
Ao olhar em meus olhos, dizendo TE AMO!






Postado por Teresa Cordioli às 9:43 AM
 

O Beijo que guardei...

Aquele beijo que guarda incontido em tua retina,
Aquele que tua saliva o imagina com gosto de mel,
Ele é meu, o guardei para ti desde que era menina
Para te beijar quando já mulher, feliz e sem véu.

Esse beijo guardado em mim mudou minha sina
Mesmo beijando outras bocas, jamais fui infiel
Porque para ti guardei beijos de anjo e de felina
Podendo te levar até ás nuvens ou então ao céu

No dia que deixei de ser menina, para ser mulher
Você não estava lá para aplaudir ou reprovar
Qual teria sido a tua nota? Isso eu queria saber.

Hoje entrego esse beijo que ficou aqui guardado
Não esperando nota, nem por ele ser julgada,
Na certeza de que de hoje em diante serei amada.

Teresa Cordioli.






Postado por Teresa Cordioli às 9:40 AM
 

Sou facin, facin...Vem!

Sou facin, facin...
Vem!
Olhe para mim,
Para ganhar um sorriso,
Por favor, sorria pra mim também,
porque o teu sorriso,
é tudo o que preciso,
para te chamar de amigo(a)...
Sou, sou sim, facin, facin...
Vem!
Vem dizer sim,
ao abraço apertado,
á mão estendida,
para que, ao chegar ao final da lida,
possa dizer que tudo valeu a pena!
E que pra ser feliz:
É facin, facin!!!...
Vem comigo!
Me chame de amiga!
É tudo que precisa
Para ouvir: TE AMO!
É facin, facin,
Sou facin, facin...
Vem!






Postado por Teresa Cordioli às 9:35 AM
 

Vem
Teresa Cordioli

Traga todas as cores,
Apague todas as dores,
E faça meu sorriso brotar.
A magia do teu colorido,
Faz brotarem os meus sentidos,
Levando-me a poetar...
Com tuas múltiplas cores,
Faço um ARCO,
E dentro da minha ÍRIS,
Vejo o vermelho,
Em primeiro lugar,
O laranja logo aparece,
Se mistura ao amarelo,
Fazendo o verde a brilhar,
Tão forte como o azul
Vem o anil,
O roxo apresentar.
ENQUANTO eu na janela
Fico a te admirar,
Acreditando que tu ARCO-ÍRIS
POSSA MINHA SORTE MUDAR...



no final da tarde, quase ao anoitecer, um lindo arco-íris tirou lágrimas de meus olhos pela imensa beleza, perto da minha janela...






Postado por Teresa Cordioli às 9:29 AM
 

NAS ASAS DA POESIA.
Teresa Cordioli

O beija flor que saiu do ninho
Já não tem forças para retornar,
Tão pequeno, tão franzino,
Chora por estar sozinho,
Querendo reaprender a voar...
Dos seus sonhos de menino,
De menino passarinho,
Sobrou a saudade
Que hora me invade
Querendo ouvi-lo cantar.
Poesias eram suas asas,
Hoje da chuva tão molhadas
A fizeram mui pesadas
Já não o trazem em revoadas
Para do mel do amor saborear.
Foram as chuvas de lágrimas,
Derramadas pela estrada da vida,
Que fizeram seus versos secar.
Vôo ao teu encontro,
Carregando nas mãos uma rosa
Em forma de versos, ESSA PROSA!
Para te alimentar.
Dar-lhe-ei também um ramalhete
E muitas pétalas de enfeites
Para suas asas secar.
Assim, volte beija-flor,
Recite seu amor,
Para todos alegrar.






Postado por Teresa Cordioli às 9:06 AM
 



SÓ EU E VOCÊ... (Dueto)



(Gilbertojúnior-29/04/2008)

Vem repousar seu corpo, seu olhar tão lindo,
Se deitar, aos pouco, nos meus pensamentos,
Quero escutar, o som, quando vens sorrindo,
O botão da rosa para o sol se abrindo,
Quero regar com lágrimas divinal momento...

Vou ficar parado, quero estar sentindo,
A brisa da noite perfumar teu corpo...
A dor da saudade quero ver fugindo,
Serviçal da lua, bela, assistindo...
Duas bocas loucas num único gosto...

Quero a noite toda, quero amanhecer...
Quero vida, e mais, nesses meus segundos,
Vou te dar minh'alma, vou te pertencer...
Os momentos eternos, só eu e você...
Ilusão e vida nesse nosso mundo...

============================================
Teresa Cordioli
29/04/2008

Chego de mansinho, olho em teus olhos brilhantes
Deito meu corpo em teu peito, por um instante..
Ouço teu coração, seu respirar, sorrindo para mim
E eu tal qual uma rosa ao sol, pétalas se abrindo
Deixo cair gotas de orvalho, lágrimas de amor...

Fico feliz por te ver sorrindo novamente
Enquanto suavemente toca meu corpo perfumado
Toda tristeza se vai, levando a saudade
A lua magistral clareia e aplaude
O nosso primeiro beijo há muito esperado.

Amanheço em teus braços, de beijar perdi a conta
As horas não passam, os segundos são eternos
Troco tu’alma com a minha em jura de amor...
Só EU E VOCÊ ...numa única promessa:
- De nos amarmos até morrer.



obrigada Gilbero, pela oportunidade, ameiiiiiiiiiiiii...






Postado por Teresa Cordioli às 1:25 PM
 








TERESA CORDIOLI
por Edward Ramiro Cardoso de Siqueira...

Cara amiga Tê!
É do seu carinho e consideração
Que busco vontade e renovo paixão
Para buscar versos novamente.

Obrigado! Afinal, tamanha consideração
Não é fácil de ser adquirida...
Nem tão pouco uma amizade...

Amiga Cordioli, obrigado!
Suas palavras...seu incentivo!
Seu afeto e teu carinho!...
Sou grato, muito obrigado!
Obrigada menino Edward, obrigadade coração!






Postado por Teresa Cordioli às 8:18 PM
 





flor Teresa


assim um beija-flor

de Teresa Cordioli me falou



versos caídos do céu

descendo por teresas

co’as cores d’olhos de deus

matizam pétalas



versos vindos do céu

embalados pelo sopro divino

são germinados polens

verbalizados em poemas



poemas entrelaçados

tal qual teresas

poemas de Teresa

tal qual sopro divino



a cor d’olhos de deus

verbalizados no amor

a cor d’olhos de deus

Teresa matizada em flor


Eder Ribeiro 05/04/2008
-----------------------------------------------------------------------

Meu lindo e maravilhoso amigo, que eu posso falar diante de tão lindo mimo?
sem palavras... sem palavras...ou apenas duas BEIJÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO! Obrigada!!!!!






Postado por Teresa Cordioli às 12:48 PM
 








Dos amores que eu tive...DUETO

Teresa Cordioli (quartetos)
Suely Ribella (tercetos)


Você é dos amores que eu tive,*
o mais ousado e obscuro pra mim...
Nascido na rocha mais dura,
em lugar que jamais foi jardim.

Você é dos amores da minha vida,
o mais prolongado, sem meio, sem fim,
nascido da palavra mais pura,
do amor, do carinho e do sim...

Sem impor condições, sem temores,
você chegou para me encantar,
veio afastar minhas antigas dores,

e o verdadeiro amor me ensinar...
Você é de todos os meus amores,
aquele que veio para comigo ficar...


*Lembrando um verso de Roberto Carlos:
..."Você foi dos amores que eu tive"....






Postado por Teresa Cordioli às 9:08 PM
 

Teu primeiro Olhar Dueto-Célia

Teresa Cordioli (quartetos)
Célia de Lima (tercetos)

O teu primeiro olhar em meus olhos,
desvendou aos teus, os meus segredos,
fazendo deles, uma colcha de retalhos,
nesse momento, perdi os meus medos.

Troquei contigo naquele breve olhar,
o sentimento mais puro e mais bonito:
Teus olhos nos meus fizeram aflorar,
todo amor que em mim estava prescrito!

Nos olhos do teu amor, meu castigo
É, hoje, ser, amor, verso fecundo,
De amar, amar, amar mais do que digo!

Pois desde o eterno tempo de um segundo,
Já não sei porque olhos eu consigo
Tomar de assalto a beleza do mundo!

Marcadores:






Postado por Teresa Cordioli às 8:57 PM
 




Teu primeiro Olhar...DUETO

Teresa Cordioli (quartetos)
Suely Ribella (tercetos)

O teu primeiro olhar em meus olhos,
Desvendou aos teus, os meus segredos,
Fazendo deles, uma colcha de retalhos,
Nesse momento, perdi os meus medos.

Troquei contigo naquele breve olhar,
O sentimento mais puro e mais bonito:
Teus olhos nos meus fizeram aflorar,
Todo amor que em mim estava prescrito!

Tu eras o meu eleito antes de nascer
e essa luz dos teus olhos me orientava
a seguir em tua direção, sem nem saber...

Seguimos felizes todos os caminhos,
o amor crescia quanto mais te olhava,
hoje não sei viver sem teus carinhos...

Marcadores:






Postado por Teresa Cordioli às 8:54 PM
 

Não tão pequena, já com alguns sonhos realizados...
soorrindo para dois (sonhos) deles.

Ser Eu
Teresa Cordioli


Quando eu era pequenina
Eram muitos os sonhos meus
Eram os sonhos da menina
Que já sonhava em ser eu...

O tempo foi passando
E o amor me conheceu
Alguns sonhos se concretizando
Entre eles, um, que foi só meu.

Eu menina já mulher
Com o amor apresentado
Via, tudo acontecer,
Como em sonho programado.

O meu o sonho aqui não termina
Ainda está no pensamento,
Quisera meu amor poder estar,
Com você neste momento.






Postado por Teresa Cordioli às 8:42 PM
 

<body><!-- --><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/1/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a>=form id="b-search" action="http://www.google.com/search"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/1/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/1/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="q"><input type="hidden" name="ie" value="UTF-8"><input type="hidden" name="sitesearch" value="largadoemguarapari.blogspot.com"><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/1/btn_search.gif" alt="Search" value="Search" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google"><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} --></script><div id="space-for-ie"></div><!-- --><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/1/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" action="http://www.google.com/search"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/1/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/1/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="q"><input type="hidden" name="sitesearch" value="largadoemguarapari.blogspot.com"><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/1/btn_search.gif" alt="Search" value="Search" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google"><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} --></script><div id="space-for-ie"></div>